Lançamento da escultura Olho D’Água de CA CAU | Parque Portugal

Olho D’Água é o mais novo projeto do artista multimídia CA CAU. Ele lança e instala sua escultura Olho D’Água, de nove metros de altura, no Parque Portugal, em Campinas, no dia 28 de agosto. Na mesma semana, o artista lança seu novo livro de poesia e ilustrações à nanquim com o mesmo título, no dia 31 de agosto em São Paulo. Também faz parte deste projeto um CD com músicas que compõem a sonoplastia deste novo momento artístico de CA CAU, como criador e produtor.

A escultura faz uma alusão a questões hídricas e de conscientização sobre a utilização da fonte da vida, a água. Foi produzida em aço inox, é cinética e sonora. Com um significado único, passa por um momento de nascimento, criação, remete aos povos antigos, passa também uma sensação de adoração e proteção à mãe terra. “Como parte dessa arte, serão utilizados sons como a árvore que canta sincronizada com o movimento das águas, passando a fluidez”, diz CA CAU.

O artista ainda selecionou arte-educadores para ministrarem dinâmicas/oficinas de criação com objetos recicláveis para compor as treliças que irão ficar na base ao redor da obra. Segundo CA CAU “a ideia é que este projeto e escultura percorram várias cidades e, de preferência, os quatro cantos do mundo levando a sonoridade dos ventos, que cria energia e faz fluir o líquido desta sociedade que precisa cada vez mais valorizar o planeta. É uma soma de cultura e sustentabilidade por tempos e cidades melhores”.

A segunda fase do projeto será o lançamento de seu novo livro de poesias e ilustrações a nanquim, produzido pela Editora Kalango, e um show musical no dia 31 de agosto em seu espaço cultural Atelier Travessia, a partir das 19h30 e com entrada gratuita. Segundo Ivan Antonio, editor do livro e dramaturgo, cineasta, poeta e criador do Teatro da Solidão Solidária: “Somos vários de nós mesmos, além de nós mesmos. Se num momento CA CAU é um poeta, no outro é música; ele não apenas canta, ele é a própria música, e quando pinta, ele se revela por inteiro. Um artista que nasceu para que suas quedas fossem sua própria cura e a nossa redenção.”

 

 

Compartilhar: