Julio Mivervino | Ateliê Galeria Priscila Mainieri

Rainha do Frango Assado

Da série iniciada em fevereiro de 2017 foram selecionadas 24 pinturas para compor a exposição Divertimentos. Nelas, de modo aparentemente aleatório, Julio Minervino mistura imagens que há tempos o acompanham com figuras colhidas em suas atuais deambulações – graffiti, personagens de HQ, signos gráficos –, tudo de acordo com sua particular visão crítica, tudo arranjado em composições rigorosas e primorosamente executadas.

Em música, o termo divertimento vincula-se à intervalo; pode designar composições musicais ligeiras ou coreografias apresentadas nos entreatos das óperas, ou peças camerísticas que, encadeando sequências de danças, entretinham cortesãos.

Assim como na música, Divertimentos propõe ao visitante um intervalo recheado de estímulos visuais potentes o suficiente para conectar um antes a um depois, modificando a ambos. Esse conjunto de pinturas parece solicitar o congelamento do relógio e, em outra instância do tempo, oferecer um recreio no qual a diversão é fantasiar sobre possíveis significados de tão enigmática e densa miscelânea de signos.

Julio Minervino costuma trabalhar em séries, fazendo de cada uma delas um laboratório de linguagem: persistente, entrega-se durante períodos – no mínimo muitos meses – à investigação temática em um determinado gênero de pintura; experimenta variações estilísticas, procedimentos técnicos, suportes, produzindo freneticamente em uma mesma direção, até que seja assaltado por outro movimento. Nas séries imediatamente precedentes a Divertimentos – também apresentadas no Ateliê Galeria Priscila Mainieri – identifica-se com clareza esse modo de operar.

Waldemar Zaidler
Abril 2018

Compartilhar: