Julia Tranchesi | Oficina Cultural Oswald de Andrade

A Oficina Cultural Oswald de Andrade tem o prazer de apresentar “Estudo para Paisagens em Movimento”, a primeira individual da artista Julia Tranchesi. A exposição, que ocupa duas salas expositivas do espaço, é composta por uma série de desenhos de grandes formatos elaborados através de expedições por diferentes regiões da cidade de São Paulo, que tem o objetivo de fazer uma leitura urbana da cidade a partir de suas dissoluções e transformações.

Da Lapa a Interlagos, da Barra Funda ao Rio Pinheiros, do Centro ao Rodoanel, da Luz a Perus, de Ermelino Matarazzo a São Miguel Paulista, paisagens se formam e se transformam. A artista se debruçou sobre elas a partir de longas jornadas, dias visitando lugares que passam desapercebidos, viagens de trem, extensas caminhadas. Um trabalho sobre a memória urbana, sobre paisagens em movimento, sobre uma cidade que busca por reflexão.

Julia nos apresenta uma série de desenhos elaborados, em sua maioria, durante as próprias expedições pela cidade. Interessada em contrapor-se a veloz dinâmica urbana e ao ritmo frenético das transformações espaciais, a artista se debruça sobre uma cidade inconclusa e em dissolução, de situações urbanas diversas, repleta de vazios sujeitos à ocupação. Espaços à margem que parecem estar em busca de uma ressignificação.

Realizados em carvão sobre papel, cada desenho, pela sua própria composição material, também se dissolve e recebe as marcas do tempo. Entre manchas escuras e vazios, as obras retratam e são elas mesmas espaços indefinidos e incertos, carregados da expectativa do porvir. Atmosferas que nos envolvem e atravessam, carregadas de sentido e abertas à imaginação.

Em uma das salas expositivas da Oficina Cultural Oswald de Andrade, será instalado um pequeno ateliê no qual a artista trabalhará semanalmente, criando um diálogo permanente com o público. Um ateliê onde são expostos, elaborados e reelaborados desenhos que tem como objeto de estudo São Paulo, metrópole que se destrói e reconstrói a todo momento.

A exposição “Estudo para Paisagens em Movimento” foi contemplada no edital do Programa de Ação Cultural (ProAC), da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Compartilhar: