Jimson Vilela e Gabriela Noujaim | Galeria Simone Cadinelli (CIGA ArtRio)

Um novo olhar sobre a arte brasileira, com foco em novos talentos e na interatividade. Este será o cartão de visitas para a estreia da Galeria Simone Cadinelli Arte Contemporânea na ArtRio (Feira de arte internacional do Rio de Janeiro), que acontecerá entre os dias 19 e 22 de setembro, na Marina da Glória. Além da participação em um dos maiores acontecimentos de arte da América Latina, a Galeria fará parte do CIGA ArtRio (Circuito Integrado de Galerias de Arte), abrindo exposições de dois artistas da nova geração. A partir de 16 de setembro, o espaço localizado na rua Aníbal de Mendonça, em Ipanema, receberá as exposições ‘Longe dos Olhos’, de Jimson Vilela, em sua galeria principal, e ‘Maraca’, de Gabriela Noujaim, no espaço Anexo.

Na ArtRio, a Galeria Simone Cadinelli Arte Contemporânea ocupará um stand de 60 m² do pavilhão principal do evento, apresentando obras inéditas de artistas por ela representados. São eles: Claudio Tobinaga, Gabriela Noujaim, Jeane Terra, Jimson Vilela, Leandra Espírito Santo, Roberta Carvalho e Ursula Tautz

“Iremos apresentar para os visitantes da feira cerca de 40 obras entre o que estará exposto no stand e no nosso acervo. Este público apreciador da arte terá a oportunidade de conhecer a produção de novos artistas com linguagens distintas e suportes diversos, como esculturas, pinturas, realidade aumentada, fotografias e outros”, destaca Simone Cadinelli.

Além das participações na feira e no circuito, a galeria promoverá visita ao ateliê do pintor Claudio Tobinaga no dia 17 de setembro. “Este evento tem como objetivo gerar uma aproximação entre curadores e colecionadores com a obra do artista”, afirma Simone.

A exposição individual ‘Longe dos olhos’ do artista Jimson Vilela apresenta conexões entre escultura e a literatura. Carioca, radicado em São Paulo, Jimson é doutorando em Poéticas Visuais (ECA/USP, 2020), Mestre em Poéticas Visuais (ECA/USP, 2015) e Bacharel em Artes Visuais (IART/UERJ, 2010). Sua bagagem acadêmica e artística deu vida às obras que dialogam e resignificam o prazer e o fazer literário, através de uma escrita artística espacial, formada por obras de materiais como acrílico, metal, papel e espelho, transformados em formas significantes e literais de mesas, livros e lâmpadas. Esses arranjos configuram imagens que desencadeiam possíveis narrativas particulares, íntimas e únicas para quem as observa. Além das obras que compõem a exposição ´Longe dos olhos’, Vilela possui trabalhos em coleções públicas como MAC Niterói, MAM-RJ e Pinacoteca do Estado de São Paulo.

‘Maraca’, a mostra da artista Gabriela Noujaim, tem curadoria de Michaela Blanc. A artista se insere em uma tradição de exploração dos limites e possibilidade da gravura. Formada em Gravura pela Escola de Belas Artes da UFRJ em 2007, a artista vem estruturando sua poética a partir do interesse pela imagem técnica construída a partir de vídeos, fotografias e, mais inicialmente, a gravura, e pela ideia de fixar uma imagem no tempo. Para este projeto, serão apresentados quatro trabalhos inéditos que mesclam filme, videoinstalação e experiências em som para compor o espaço. Nele, a artista comenta os desequilíbrios ecológicos e mudanças climáticas que ocorrem em escala planetária, assim como a resiliência da natureza em relação aos modelos de consumo e descarte que experimentamos hoje.

Compartilhar: