IED Parla – Desenho e Outros Crimes do Desejo, com o artista Cadu | Istituto Europeo di Design

O IED  recebe o artista visual Cadu, que irá falar sobre “Desenho e Outros Crimes do Desejo”. Para ele, o desenho “trabalha a relação, a convivência, entre razão e afeto, e está longe da demanda atual de as pessoas quererem resultado em curto tempo”. “O desenho é a união, a convivência, entre contrários, contra tudo o que se espera em termos de desempenho, rapidez. O desenho explora o autoconhecimento, o contato com entidades que nos habitam, e que às vezes parecem monstruosidades para nós”, diz. “O desenho possibilita uma abertura para momentos poéticos”.

Cadu faz uma analogia com Lampião (1898-1938), “porque ele sintetiza o papel de ser um anarquista ou apenas um bandoleiro”. “O desenho espelha o que não queremos ver em nós mesmos”, aponta.

O desenho, a seu ver, opera a “indescribilidade”, “prospectando alguma coisa que não sabemos bem qual é. “É um processo que confunde prospecção e razão, em que precisamos manter o fluxo, e seguir as dúvidas que valham a pena, os mistérios”, conta.

O evento integra o curso Master Profissional em Design de Espaços | Metodologia MADEIN e é gratuito e aberto ao público, mediante inscrições pelo link: https://iedr.io/parla-desenho

 

Compartilhar: