Giovanna Nucci | Galeria Mônica Filgueiras

© Giovanna Nucci

A Monica Filgueiras Galeria recebe a individual Paisagens Interrompidas, da artista catarinense Giovanna Nucci, sob curadoria de Mario Gioia. Radicada em São Paulo, Giovanna Nucci desdobra o fotográfico por meio de facetas nas quais a linguagem não se resume apenas a quadros pendurados numa parede.

Elegendo a paisagem, um dos gêneros mais tradicionais da história da arte, Giovanna habilmente esgarça, questiona e potencializa elementos da fotografia. “Neste trabalho experimento algo novo, estou explorando as questões do foco e enquadramento num sentido mais amplo que o da objetiva fotográfica”, diz. Em Paisagens Interrompidas, sua investigação nesse meio se espalha por suportes diversos em cerca de 16 obras divididas entre instalação, dípticos e solos tridimensionais.

Utilizando cliques de grande escala, a artista secciona, edita, incrementa e monta variados olhares sobre a mesma imagem, criando elos entre o natural e o construído, o sublime e o banal, o transcendente e o terreno, o descontrolado e o racional, o silencioso e o estridente. “A paisagem e suas linhas organicamente perfeitas são quase uma obsessão no meu trabalho, por isso venho pesquisando sobre os pintores e desenhistas do séc. XVII dentre eles Frans Post e Albert Eckhout”, finaliza.

Sobre Giovanna Nucci

Giovanna Nucci vive e trabalha em São Paulo desde 1994.
Bacharel em Fotografia, optou pela arte após concluir especialização em Arte e Cultura.
Com o olhar atento de quem procura algo além do convencional, inovou ao levar para a fotografia artística sua influência gráfica advinda da paixão pela arquitetura, em especial, pela Escola Bauhaus.

Seu trabalho, na maioria das vezes paisagístico, prima pela forma e foca ora no urbano ora na natureza. O ser humano raramente é o protagonista, apesar de desenvolver um trabalho com corpos femininos que ao serem contemplados se tornam também formas orgânicas.
Tem dois livros publicados. São Paulo, cada um conta sua história, de 2011, e Rio Estado de Esporte, 2012.

As informações contidas na agenda são de responsabilidade dos museus e galerias e não representam a opinião da Dasartes.

Compartilhar: