Fluxus – Paisagens Mutantes do Rio de Janeiro | Ateliê da Imagem

© Divulgação

O Ateliê da Imagem recebe o fotógrafo Luiz Baltar. Formado em Gravura pela Escola de Belas Artes/UFRJ e em fotografia pela Escola de Fotógrafos Populares (projeto criado por João Roberto Ripper), trabalha como fotógrafo documentarista e desenvolve projetos autorais no campo da arte contemporânea.

“Fluxos” é um projeto de documentação autoral que começou em 2012, como registro das impressões de um morador da zona norte do Rio e seu deslocamento de ônibus atravessando a cidade. Nesse percurso a região portuária, a zona norte, o subúrbio e as favelas ganharam destaque. São territórios pouco explorados como lugares de construção da memória da cidade. “Fluxos” pretende representar esse Rio de Janeiro pouco notado, e por isso não representado, apesar de ser visto diariamente por um número enorme de pessoas que circulam por suas vias.

Formado em Gravura pela Escola de Belas Artes/UFRJ e em fotografia pela Escola de Fotógrafos Populares, projeto criado por João Roberto Ripper. Trabalha como fotógrafo documentarista e desenvolve projetos autorais no campo da arte contemporânea. Acredita na fotografia como forma de expressão ativista e crítica, daí sua busca em estabelecer um diálogo entre fotografia e questões sociais, sobretudo no que diz respeito ao olhar sobre a cidade.

Compartilhar: