Felipe Guga | Umida Galeria

Depois do sucesso da sua exposição “Translúcido” em São Paulo, o artista faz sua primeira solo no Rio de Janeiro. Com curadoria assinada por Marcio Regaleira e Rafael Meggetto, o trabalho do artista se destaca por suas frases e imagens de forte impacto que ganharam popularidade nas redes sociais e que serão apresentadas na exposição através de quadros tem técnica mista que são feitas em papel canson e fabriani, mistura de acrílica com guache, posca, tintas fluor e marcadores.

“A temática que escolhi é basicamente a de todas as minhas exposições de dois anos pra cá. Falo sobre espiritualidade e fé e tendo sempre a luz como norte e ponto de partida/chegada. Essa é a primeira que vou expor um trabalho de luz com neon que será o início de um novo projeto que se estenderá com uma exposição solo só de neon no ano que vem.”, adianta Guga.

O trabalho do artista é essencialmente hand made, ou seja, basicamente é tudo feito manualmente mostrando uma preocupação maior com o toque humano e analógico no trabalho e se distanciando ao máximo das tecnologias e recursos modernos, q segundo ele, tiram a vida e a essência do trabalho. O erro agregado e a imperfeição no traço é o q torna o trabalho único e com alma.

Compartilhar: