Fátima Villarin | Pequena Galeria

No dia 29 de agosto, quarta-feira, às 16h, vai ter conversa aberta ao público, na exposição “O Real da Dor”, com a artista Fátima Villarin e com o professor, artista, crítico e curador Alexandre Sá – responsável também pelo texto de parede da mostra.

A exposição “O Real da Dor”, com curadoria de José Ricardo Barbosa dos Santos e texto de parede de Alexandre Sá, apresenta esculturas em grandes dimensões em aço inox, madeira e estopa, que funcionam como possibilidades tácteis e, quando empregadas juntas, revelam as relações antagônicas existentes entre estes materiais.O espectador poderá observar a conexão entre o duro, o agressivo e o macio, demonstrando a metáfora do constante e contundente confronto da artista com ela mesma.

A utilização de formas pontiagudas presentes nas obras se origina nas experiências vivenciadas pela artista. O trabalho da artista pode despertar no outro um sentimento de ambiguidade na dicotomia sedução visual e ameaça.

A exposição convida o público a interagir com as obras penetrando-as, tocando-as e sentindo sua corporeidade. Todos os fazem parte da série iniciada em 2010 ‘O Peso do Buraco da Agulha’.

 

Compartilhar: