Erica Kaminishi l Adelina Galeria

Em Entre(meios, Erica Kaminishi busca dar nova aparência para os materiais que utiliza, fazendo com a tela pareça papel e o papel pareça cerâmica, por exemplo, além de trazer uma estética própria da cultura oriental, em que o dourado e o azul são as cores predominantes. O trabalho de Kaminishi é baseado na busca constante de identidade e a artista (que atualmente mora na França) traz dois elementos que representam a dualidade e ambiguidade entre aparência e essência da cultura nipo-brasileira ou nikkei: o poema como referência à língua materna e simbologias da cultura japonesa tradicional. A exposição é composta por telas e uma instalação com esculturas que recriam um jardim japonês. Em todas as obras, Erica transcreve, repetidamente, poemas de Fernando Pessoa. A curadoria é de João J. Spinelli.

Compartilhar: