Eloá Carvalho "Como se os olhos não servissem para ver" na Galeria do Lago

Como se os olhos não servissem para ver. Esse é o nome da exposição de Eloá Carvalho, que entrará em cartaz no próximo dia 10 de fevereiro na Galeria do Lago do Museu da República. A partir de uma frase do livro Esaú e Jacó de Machado de Assis, onde o personagem do romance descreve como deveria ser entrar neste palácio e como este deveria ser belo, a artista propôs aos amigos uma experiência. Os amigos que já conheciam o Palácio deveriam escrever uma carta relatando o que mais lhes agradara, os detalhes mais marcantes e imperdíveis. Os que não conheciam o local, ao receberem a carta, fariam uma visita e depois responderiam contando suas próprias impressões. O resultado foi empolgante e a artista selecionou várias opiniões que refletem diferentes modos de ver. O trabalho da artista, foi traduzido em imagens espalhadas pelas paredes da Galeria do Lago com curadoria de Isabel Sanson Portella a exposição ficará até 22 de março.

Compartilhar: