Denilson Machado | Galeria Hathi

Fotógrafo conceituado entre arquitetos e decoradores, Denilson Machado abre a exposição “A Arquitetura da Emoção”, composta por 28 fotografias de ensaios feitos em locais como o antigo Hotel Paris.

Segundo o fotógrafo, a mostra é quase sobre o passado, também sobre seu próprio passado. É quase sobre construir sonhos, é sobre a arquitetura da emoção feita de gestos contidos. As imagens falam sobre ele e como o ato de fotografar se compara ao
de escrever sua própria biografia, na qual há dores, alegrias, incertezas e emoções.

“Em minhas fotografias existe a falta, o silêncio, a ausência, o incompleto, que é perfeito, e a espera. No entanto, nunca houve a solidão, pois na ausência eu me basto e fui feliz de uma felicidade de quem não tem opção de ser triste. As cadeiras vazias estão sempre a lhe esperar. Que chegue nas terças à tarde, trazendo um sorriso e flores brancas na mão direita e, enquanto esse dia não chega, eu fotografo onde você esteve e vive. E, as flores do meu jardim eu rego com o choro das manhãs”, analisa o fotógrafo.

Compartilhar: