Coletiva de acervo | OMA Galeria

Thiago Toes, Olhares cristalinos

A mostra “Coletiva de acervo”, reúne obras de quatro artistas que residem e mantem seus ateliês instalados na região do grande ABC. Os nomes que compões a exposição são: Andrey Rossi, Daniel Melim, Guilherme Callegari e Thiago Toes, artistas que vem despontando no cenário das artes visuais, tendo seus nomes atrelados a importantes galerias do Brasil, como a Casa Nova, Choque Cultural e a própria OMA Galeria.

A mostra foi minuciosamente organizada com o intuito de discutir questões entorno da pintura e suas vertentes discursivas, tanto quanto materialidade, suporte e forma, para Guilherme Callegari “A pintura é um problema a ser resolvido”, portanto a exposição propões uma reflexão poética, sobre essa que é a mais tradicional das modalidades das artes visuais que ainda permanece relevante no contexto da arte contemporânea.

Alguns dos trabalhos que foram selecionados para essa coletiva são inéditos, enquanto outros já participaram de importantes exposições institucionais, tal como na FUNARTE-SP, Memorial da América Latina e recentemente durante à SP-ARTE, principal festival de arte do hemisfério sul, o que ressalta a relevância dos trabalhos exibidos durante esta mostra.

Para o galerista Thomaz Pacheco “Essa exposição demonstra parte do trabalho de uma nova geração, que vem consolidando a região como um novo centro de ateliês e discussões culturais”, pois o grande ABC já revelou nomes importantes para a história da arte brasileira, inclusive pintores, por exemplo Luiz Sacilotto e Sandra Cinto. Nos últimos anos essa relação da região metropolitana com a arte contemporânea vem se tornando mais efervescente, e essa mostra coletiva traduz parte de um potencial já latente e que deve ser observado com atenção.

Compartilhar: