Chantal Akerman | Oi Futuro Flamengo

Consagrada internacionalmente, a cineasta Chantal Akerman (1950-2015) realizou mais de 40 filmes, alguns dos quais com lugar assegurado entre os clássicos de todos os tempos. Para celebrar seu legado, o Oi Futuro inaugura dia 26 de novembro a primeira exposição no Brasil sobre a obra da artista e sua inserção no universo das artes visuais. Dona de um olhar singular sobre o universo feminino e construtora de um ritmo que rompeu com vários dos cânones do cinema de seu tempo,  Chantal ocupará, com quatro videoinstalações, três andares do centro cultural no Flamengo.

Chantal Akerman – Tempo Expandido é uma mostra inédita, que conta com a curadoria de Evangelina Seiler e tem sua montagem supervisionada por Claire Atherton, uma das colaboradoras mais próximas de Akerman. O objetivo é aproximar o público brasileiro da estética, do estilo e sobretudo da visão particular da artista sobre o universo feminino. Beto Amaral, da Cisma, idealizou a exposição em 2014, em parceria com a galeria Marian Goodman. Daniela Thomas e Felipe Tassara assinam a expografia da mostra.

As videoinstalações presentes na exposição são La Chambre (2012), criada a partir de imagens do filme homônimo de 1972; Maniac Summer (2009), desenvolvida sobre imagens gravadas em Paris, no verão 2009; Tombée de Nuit sur Shanghai (2009), compostas por projeções de imagens filmadas para o episódio dirigido por Akerman para o filme O estado do mundo (comemorativo dos 50 anos da Fundação Calouste Gulbenkian, de Portugal); e In the Mirror (2007), que exibe imagens de um dos primeiros filmes da cineasta, L’Enfaint Aimé ou Je joue à être une femme mariée, de 1971.

Compartilhar: