Ascânio MMM | Casa Triângulo

© Divulgação

A exposição “Ascânio MMM: As Medidas dos Corpos” traz a São Paulo um seleção de obras de diversos períodos e materiais com o objetivo de demonstrar a complexidade da trajetória do artista desde a década de 1960 até a atualidade, explorando o caráter corpóreo de sua produção escultórica.

Na área externa da galeria, o público se depara com uma versão renovada da obra “Piramidal 12.4 (1991-94), instalada originalmente em Fão, Portugal, cidade natal do artista. A obra de 5,20 metros de altura e pouco mais de 400 quilos, tem sua forma a verticalidade acentuada respondendo à altura da fachada da galeria. Uma obra que é ao mesmo tempo marco e passagem, monólito e janela, corpo e espaço, dialogando com a cidade.

Ao adentrar na exposição, o público é recebido pelos relevos paradigmáticos “Triângulo Projetado” (1968) e “Múltiplo 24” (1976), compostos por ripas de madeira dispostas segundo padrões rítmicos calculáveis.

Compartilhar: