Artistas Contemporâneos do Século XXI | AR Escritório de Arte

No dia 15 de setembro, sábado, a partir das 14 horas, a AR Escritório de Arte realiza coquetel de lançamento da Exposição: Artistas Contemporâneos do Século XXI. O evento acontece na Galeria de Arte do Alphaville Tênis Clube e contará com o apoio da The Industrial Design, empresa que participará da mostra com a exibição de mobiliário do designer Renatto Alves. O objetivo do evento é valorizar as obras de arte de conceituados artistas brasileiros e novos talentos.

A exposição é gratuita e estará aberta a visitação até o dia 30 de setembro. No local estarão expostos cerca de 30 trabalhos, entre pinturas, gravuras e esculturas, de artistas renomados, como Evandro Schiavone, Fernando Cardoso, Gregório Gruber, Juarez Machado e Sônia Menna Barreto. Assim, o evento mistura nomes consagrados e novos talentos, que já possuem peças em Coleções Particulares, Museus e Pinacotecas no Brasil e Exterior.

Outro destaque fica por conta do mobiliário que compõe a mostra. Serão cerca de 10 peças, entre banquetas, mesas, aparadores e racks, produzidas pelo artista Renatto Alves, da The Industrial Design. Os móveis industriais são exclusivos e têm como principal característica serem fabricados com materiais básicos, como o ferro e madeira de demolição.

Para Renatto Alves, a ideia da exposição é ressaltar a beleza, as características, as influências e a sensibilidade de cada artista. Falando exclusivamente de móveis, o designer destaca que sempre desenvolveu suas criações por paixão. “Minhas peças são únicas e dedicadas a cada cliente para mostrar a beleza natural de cada material utilizado. O ferro com suas soldas aparentes e a cor cinzenta, que nenhuma tinta consegue imitar, e a madeira com seus veios, que demoraram anos ou até séculos para chegarem a um ponto inigualável, devem ser apreciados como arte. São objetos que carregam sentimentos”.

Já Armando Landi Ramos, idealizador do projeto e curador da exposição, revela que desde a infância conviveu com a paixão dos pais pela arte e o contato com o ambiente artístico influenciou sua sensibilidade. “Conheci muitos artistas, aprendi a admirar e analisar os seus trabalhos. Entendo a arte como a percepção da emoção e das ideias do artista. Cada obra tem o papel de despertar a sensibilidade e o senso crítico das pessoas. Arte não se expressa somente por uma assinatura famosa em um quadro, mas por todas as emoções e ideias que podem se originar dele. Cada obra de arte possui um significado único e expressa o universo que a inspira. Este processo traz beleza e alegra o ambiente em que ela se instala. É esse conhecimento que queremos levar aos visitantes da exposição”, finaliza.

 

 

Compartilhar: