Anedotas sobre a Origem | A Plus A Gallery

Installation views of Beth Collar Seriously (Mark Tanner Sculpture Award) at Standpoint Gallery

A exposição “Anedotas sobre a Origem” abre no dia 31 de agosto, em A Plus A Gallery, em Veneza, na Itália, sob a curadoria da artista visual Analize Nicolini, a única representante do Brasil nesta mostra, ao lado de curadores de países como os Estados Unidos, Suíça, Uganda, Austrália, Canadá, Singapura, República Tcheca, Índia, Rússia, Portugal, Itália, Irã e Malásia. A mostra vai até 16 de novembro e tem a curadoria de 19 pessoas de 15 países com diferentes perspectivas da origem, todos alunos do curso intensivo da Escola de Curadoria de Veneza (School for Curatorial Practices in Venice).

A exposição tem obras dos artistas Lea Cetera, Beth Collar, Ella Littwitz, Grupo Jeschkelanger e Arash Nassiri e inclui esculturas, obras de impressão, vídeo, obras de instalação e performances. “Anedotas sobre a Origem” analisa a ideia de origens em múltiplos níveis, na tentativa de trazer uma estrutura do passado para um espaço de contemporaneidade. Muitas destas narrativas existem globalmente e vem estruturando nossas vidas. Portanto, a exposição traça a desintegração de vários conceitos abrangentes e estuda o significado dos rituais, da identidade, da história e da teoria.

A instalação do coletivo de artistas do Grupo Jeschkelanger, de Berlim (Alemanha), será realizada no Ca’ Sagredo Hotel, em Veneza, no dia 29 de agosto, como parte da mostra italiana. O Empty_glass – obra de instalação cuja manifestação artístico- contemporânea é composta por elementos organizados em um ambiente – será apresentado pelo coletivo de arte, o grupo berlinense Jeschkelanger, fundado por Anja Langer e Marie Jeschke em 2016, em colaboração com o coordenador do grupo Hayk Seirig.

Mesclando gestos comunicativos, o empty_glass é um encontro performativo que utiliza vidro doméstico para se comunicar, como um potencial para cocriação. Este evento é um simpósio internacional de curadores e escritores em uma mesa de vidro, criando uma experiência compartilhada. À medida que a exposição explora os conceitos da origem, este encontro separado de pessoas de inúmeras origens será traduzido em uma instalação na galeria. Cada participante, por mais silencioso que seja, é visível através de sua posição e gestos na superfície do vidro.

 

 

Compartilhar: