9ª turma do programa de Residência do Red Bull

Urbanismo, imagens de protesto, misticismo, individualismo, peregrinação e também um novo período da arte são alguns dos temas trabalhados pela 9ª turma do programa de Residência Artística do Red Bull Station e que terão suas obras abertas à visitação a partir deste dia 15 de novembro, quando ocorre a exposição final da turma.

Desde setembro, os seis artistas Amanda Mei, André Feliciano, Arthur Arnold, Daniel Lie, Gustavo Torres e Ricardo Reis estão ocupando o prédio no Centro de São Paulo e, ao longo dessas 12 semanas, desenvolveram trabalhos artísticos sob curadoria de Paula Borghi. Encontros com curadores, palestras, workshops e studio visits também fizeram parte da formação destes residentes para construção da mostra, que se estende até 15 de janeiro com visitação gratuita.

“Trata-se de um grupo eclético que transita por diversos caminhos, desde a performance, instalação, pintura, apropriação, objeto, fotografia, vídeo até mesmo experimentos científicos ou processos burocráticos. São artistas cujas pesquisas e poéticas se potencializam quando vistas juntas, uma vez que é a partir da diversidade que se soma”, ressalta a curadora.

Os artistas desta 9ª Residência Artística do Red Bull Station foram selecionados pela artista Letícia Ramos e pelos curadores Marcio Harum e Paula Borghi. Os critérios para a seleção foram orientados a partir do caráter experimental dos artistas, a excelência de suas produções, a abertura deles para a troca, assim como a disponibilidade em saírem de suas zonas de conforto e experimentarem novas propostas.

Compartilhar: