“4 Cantos” | Galeria Antonio Berni

Adriana Cangalaya, COSMOPOLITA

Quatro artistas visuais – com trajetórias distintas, de diferentes países e culturas – se encontram no Rio de Janeiro e compartilham vivências, estudos e trabalhos. E realizam, juntas, a instigante exposição “4 Cantos” – das artistas argentina Adriana Cangalaya, peruana Camila Valdeavellano, brasileira Maia Bueloni e uruguaia Stella Margarita –, com curadoria de Luiz Ernesto.

A mostra apresenta cerca de 20 pinturas de diversas técnicas – em pequenos, médios e grandes formatos – mais recentes das artistas. O título não poderia ser mais providencial. A palavra ‘Cantos’ tanto se refere ao local de onde pertencem, quanto às tradições culturais próprias de cada país. E, ainda, metaforicamente falando, tem relação com o ato de cantar, mas com uma voz única, própria. Afinal, cada uma das artistas tem a sua singularidade. Juntas formam o todo. Formam a coletiva “4 Cantos”. Elas apresentam ao público um percurso de pinturas que expressam vivências e momentos ímpares, por meio de cores e elementos urbanos, de paisagens, de objetos vazios e silenciosos (mas cheios de imaginação – como uma fotografia antiga – e que transmitem acolhimento e afeto), de personagens solitários…

Adriana, Camila, Maia e Stella Margarita demonstram, na exposição, todos os aspectos de cenários do cotidiano de um tempo presente ou de uma época passada, mas com olhares próprios. “A exposição não procura apresentar afinidades estilísticas ou temáticas e sim, mostrar pontos de vista diferentes e singulares através do que as artistas têm em comum: a pintura”, explica o curador.

Compartilhar: