DASARTES 87
agosto 2019

LEANDRO ERLICH
CINDY SHERMAN
HANS ARP
CARLOS CRUZ-DIEZ
CAO FEI
À NORDESTE

CAPA: Há 20 anos, LEANDRO ERLICH cria um corpo de esculturas e instalações nas quais a aparência arquitetônica da vida cotidiana funciona como uma espécie de armadilha perceptual. Liminal é a primeira exposição antológica do artista no Museu de Arte Latinoamericana de Buenos Aires (MALBA).

DESTAQUE: CINDY SHERMAN é uma das artistas mais influentes do nosso tempo. Embora seja sempre a própria artista que aparece em vários disfarces nas duzentas impressões fotográficas reunidas em retrospectiva no National Portrait Gallery, em Londres, seu projeto das últimas quatro décadas não é um exercício de autorretrato.

FLASHBACK: Mostra, no Peggy Guggenheim Collection, em Veneza, fornece uma visão tardia das realizações de HANS ARP (1886-1966), um dos artistas mais importantes e multifacetados da era moderna.

ENTREVISTA: Considerado um dos maiores artistas cinéticos, o venezuelano CARLOS CRUZ-DIEZ morreu em julho de 2019 aos 95 anos, em Paris. Reveja entrevista exclusiva à DASartes, onde o artista fala de sua trajetória e criação.

REFLEXO: CAO FEI é uma das artistas mais proeminentes na cena chinesa contemporânea. Suas influências são marcadas pelas grandes transformações que atingiram a china nas últimas décadas, abordando a globalização e a classe trabalhadora. Centro Pompidou apresenta sua individual Hongxia, para apresentar seu projeto de exploração no bairro homônimo de Pequim.

ALTO RELEVO: À NORDESTE, em cartaz no SESC 24 de Maio, apresenta pesquisas de três curadores sobre a região Nordeste com 150 artistas e cerca de 300 obras que multiplicam e ressoam vozes, muitas vezes, silenciadas, subalternizadas e afixadas a um passado colonialista e rasamente turistificado.

Compartilhar:

DASARTES 10 anos