DASARTES 74
julho 2018

VALESKA SOARES
FRANTIŠEK KUPKA
FRANCESCA WOODMAN
YUTAKA TOYOTA
MAXWELL ALEXANDRE

LEIA . BAIXE . COMPARTILHE ARTE

CAPA – Valeska Soares tem a escultura como linguagem primeira e expande as possibilidade da instalação na arte, engajando subjetivamente o espectador. Mostra monográfica da artista mineira na Pinacoteca, relembra sua obra desde os anos 1980. Veja texto da curadora Júlia Rebouças.

FLASHBACK – Retrospectiva no Grand Palais traça a trajetória do pintor checo František Kupka, seu inicio marcado pelo simbolismo e sua evolução gradual em direção à abstração, da qual ele é um dos pioneiros.

DO MUNDO – Tate Liverpool exibe as fotografias íntimas e borradas da jovem artista Francesca Woodman, que capturam momentos prolongados no tempo de forma surreal, humorada e dolorosamente honesta.

REFLEXO – Exposição no Museu de Arte Brasileira FAAP resgata a participação de Toyota no movimento cinético internacional e seu pioneirismo na arte interativa no Brasil. Convidamos o artista para falar sobre quatro de suas mais importantes obras.

GARIMPO – Com um trabalho eminente social e crítico, o jovem artista nos conta suas primeiras experiências com pinturas em tela e sobre a importância delas em sua produção. Veja aqui alguns trechos e a entrevista completa em breve em nosso site dasartes.com.br.

RESENHAS – Confira resenha da exposição “Portinari: A construção de uma obra” na Caixa Cultural Rio de Janeiro por Samuel Graça e da Bienal Manifesta 12, em Palermo por Constança Basto.

ALTO FALANTE – O crítico de arte Guy Amado disserta em sua coluna como os artistas lidam com a destruição de sua própria obra e se a mesma faz parte do processo criativo.

COLUNA DO MEIO e NOTAS DE MERCADO completam esta edição de inverno nº 74 | Ano 10 | Julho 2018.


Compartilhar: